POP 012 - Perfuração do Lóbulo Auricular para Colocação de Brincos

Perfuração do Lóbulo Auricular para Colocação de Brincos


1. Objetivo: padronizar o procedimento de perfuração do lóbulo auricular para a colocação de brincos.

2. Áreas envolvidas: área de atenção farmacêutica.

3.Responsabilidades: é de responsabilidade do profissional farmacêutico a perfuração do lóbulo auricular.

4. Material necessário: álcool 70%, alcohol swabs, aparelhos para perfuração e colocação de brincos, brinco esterilizado, caneta, cotonetes, luvas cirúrgicas e termo de autorização.

5. Procedimentos:

a. Averiguar se o cliente não se enquadra na categoria dos que tem que aguardar a melhora de seus lóbulos: havendo sinais de quistos, feridas, espinhas, acne, etc, perfurar somente quando os mesmos desapareçam ou com autorização por escrito do médico (documento será retido). Desaconselha-se totalmente perfurar o lóbulo das orelhas de pessoas com diabetes, hemofilia e demais problemas de coagulação sanguínea e/ou cicatrização, como quando há predisposição genética na formação de quelóide, que é uma lesão tumoral, de superfície lisa e consistência endurecida.

b. Logo após, proceder a leitura do Termo de Autorização para Perfuração, de Ciência e de Obrigação e das Instruções Padrão Pós Perfuração dos Lóbulos das Orelhas, sua devida compreensão, fornecendo explicações adicionais, caso sejam pedidas e colher sua assinatura, ou a do responsável, no caso de ser um menor. Constata-se melhor cumprimento das instruções, quando o menor assina conjuntamente, formalizando seu compromisso, independentemente de sua firma não possuir valor legal. Atentar no preenchimento do Termo, em relacionar cuidadosamente, o número do lote do brinco, sua data de vencimento e a data da perfuração do(s) lóbulo (s), além dos dados do cliente.

c. Detalhar antes da perfuração, o procedimento de aplicação e cuidados essenciais pós perfuração a serem tomados pelo adulto ou menor autorizado pelo responsável legal e permitir ao cliente, acompanhar visualmente a desinfecção do aparelho, das mãos e das orelhas (com ajuda de espelho).

d. Durante e após o procedimento, realizar a desinfecção do aparelho com cotonetes embebidos em álcool 70%, secando-o em seguida, dando atenção especial às partes que tocarão os brincos e os lóbulos.

e. Proceder a assepsia das mãos conforme POP 001 e calçar as luvas cirúrgicas.

f. Realizar a desinfecção dos dois lados dos lóbulos das orelhas do cliente, com alcohol swabs, não mais tocando-os.

g. Aguardar a secagem, para marcar simetricamente com a caneta de tintura a base de violeta genciana, o local no lóbulo a ser perfurado, ou seja, os dois lados a mesma altura e distância do rosto e peça ao cliente que, com auxílio do espelho, sem tocá-lo, autorize o procedimento, evitando, assim, que o mesmo fique contrariado após a perfuração. Caso haja diferença, limpe a marca e corrija a posição, até a sua satisfação. OBS.: Faça um ponto pequeno, pois o grande sempre parece fora do centro.

h. Os brincos serão aplicados pelo aparelho preto, selecionando-se o adaptador adequado (regular, mini ou grande) para os brincos que serão usados. Abra a embalagem dos Brincos para Perfuração, rompa a sua parte traseira e retire cuidadosamente o suporte plástico dos brincos sem tocá-los. A embalagem dos brincos só deverá ser rompida no momento da perfuração, para preservar a esterilidade do produto.

i. Segurar o suporte plástico, pelas laterais, num angulo de 45º para baixo e retirar a tarraxa do mesmo, encaixando a parte em cunha do alojamento de tarraxa do aparelho, acomodando-a suavemente no fundo. Continue segurando o suporte plástico e o aparelho.

j. Logo a seguir, virar o suporte plástico dos brincos no mesmo ângulo de 45° para baixo e com o aparelho tendo o porta pino apontado para cima a 45°, encaixar o pino e puxar o suporte plástico para o lado, alavancando o cilindro de baixo como ponto de apoio, sempre com suavidade. OBS.: Em caso de queda do brinco ou da tarraxa, em qualquer momento da perfuração, você deverá abrir outra embalagem, pois a esterilização foi perdida. Lembre-se de ter cuidado, para evitar tal ocorrência.

k. Mantendo o aparelho num ângulo de 45°, com a tarraxa e o pino colocados nos seus respectivos lugares, puxar o puxador localizado na parte anterior do aparelho até ouvir um "clique" de trava, o que significa que o dispositivo está pronto para a aplicação.

l. Ainda mantendo o aparelho em ângulo inclinado entre 30° e 45°, posicionar o aparelho de forma que o lóbulo a ser perfurado fique na região de ajuste e perfuração, existente entre a ponta do pino e a tarraxa.

m. Alinhar a ponta do pino de acordo com a marcação feita no lóbulo acionando levemente o gatilho de ajuste até o primeiro estágio.

n. Após os ajustes, apertar o gatilho até o devido disparo. O porta pino solta o pino, que se fixa automaticamente na tarraxa a ser solta, perfurando o lóbulo da orelha.

OBS.: Neste momento, o cliente pode manifestar desejo de apalpar o local do furo, tocando o brinco, oriente-o a não fazê-lo.

o. Para remover o aparelho da orelha, soltar o dedo do gatilho e mover cuidadosamente o aparelho para baixo, para desencaixar e soltar a tarraxa.

p. Repitir a operação no outro lóbulo.

q. Repitir e explicar as instruções já recebidas pelo cliente, a respeito das 4 primeiras semanas após aplicação, de seguir as instruções contidas no rótulo da embalagem dos brincos, reforçando a sua importância e de que sua inobservância, poderá acarretar infecção no local da aplicação, ocasionando eventualmante inflamação, e em consequência, necessidade de consultar o médico.

r. A rara, porém possível ocorrência de alergia individual, reação do organismo a um corpo estranho, mesmo que hipoalérgico, implicará na necessidade de retirar os brincos.

s. Descartar o algodão e as luvas no recipiente com símbolo e inscrição de resíduo biológico.

t. Registrar o procedimento em livro específico.

u. Entregar ao cliente a declaração de serviço farmacêutico realizado.

v. Para manter o Aparelho para Perfuração e Colocação de Brincos em boas condições de uso, observe o seguinte:

(I) Limpar as partes do aparelho, antes e depois de cada cliente atendido. Esse procedimento limpa e ao mesmo tempo esteriliza. O aparelho não necessita de lubrificação;

(II) Nunca mergulhar o aparelho em álcool, anti-sépticos e/ou outros, pois seu funcionamento será comprometido;

(III) Não utilizar autoclave para esterilização. O aparelho é feito em poliestireno de alto impacto injetado, e esse procedimento o deformará, comprometendo seu funcionamento;

(IV) Deixar o aparelho destravado, para conservar a pressão do mesmo.

6. Referências Bibliográficas:

Manual do Usuário Medi-System.


3 comentários:

  1. Olá Maureen. Visitei, gostei e vou utilizar o Pop em minha farmácia. Bom trabalho. Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nome: Ederson Thomas (Porto Alegre) - farmacêutico

      Excluir
  2. Lisboa-29-11-2016
    olá Maureen, adorei o Pop e toda a discrição sobre este serviço que ainda não esta regularizado em portugal, mesmo sabendo que existe á pelo menos 50 anos a ser efectuado,
    Onde acham que deveria ser feito este serviço?
    Imaginem que tem filhas onde seria melhor efectuar uma perfuração?

    ResponderExcluir